Da revisão de texto à revisão de texto crítica: uma nova perspectiva profissional - doi:10.5102/univhum.v7i1.897

Harrison da Rocha, Carina Melo

Resumo


A Revisão de Texto não envolve apenas a adequação do gênero a ser revisado à modalidade-padrão da língua portuguesa. Pensar-se assim torna a atividade superficial, uma vez que essa prática se insere em uma subjetividade cujos elementos se revelam muito mais complexos. Por isso a importância deste trabalho para contribuir na transformação da atividade de Revisão de Texto em uma perspectiva crítica. De outra parte, a Revisão de Texto possui função social. Desse modo, deve-se considerar, veementemente, que tal prática alcança horizontes que vão além do texto escrito. Sendo assim, sua prática precisa ser analisada a partir de visões macros, que considerem as relações suscitantes dessa atividade – entre linguagem e sociedade; linguagem e poder; linguagem e identidade. Dessa forma, o objetivo desta pesquisa é Repensar a atividade de Revisão de Texto em uma perspectiva crítica para acompanhar as novas mudanças nos estudos da linguagem e aplicá-la nas atividades que envolvem análise de texto. Minha fundamentação teórica baseia-se, principalmente, na Análise de Discurso Crítica (ADC), nos trabalhos de Fairclough (2001, 2003); na Teoria dos Gêneros Discursivos, Bakhtin (1997) e Marcuschi (2002).

Texto completo:

Texto Completo


DOI: http://dx.doi.org/10.5102/univhum.v7i1.897

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 1984-9419 (impresso) - ISSN 2175-7488 (on-line)

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia