Determinação histórica e estética em Hegel - doi: 10.5102/univhum.v6i2.892

Pedro Paulo Palazzo de Almeida

Resumo


Este artigo propõe ler Hegel ultrapassando o simplismo que tem dominado tanto seus apologistas quanto seus críticos. A contribuição de Hegel para o historicismo moderno não pode ser exagerada a ponto de atribuir-lhe a defesa de um determinismo que ele não promovia. O historicismo de Hegel é temperado pela influência do pensamento oriental e pré-socrático. Uma síntese do seu pensamento encontra-se na sua teoria estética, que equilibra a interpretação histórica com a consciência da perenidade das grandes obras.

Texto completo:

Texto Completo


DOI: http://dx.doi.org/10.5102/univhum.v6i2.892

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 1984-9419 (impresso) - ISSN 2175-7488 (on-line)

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia