Bloco inicial de alfabetização: uma proposta para ampliação do ensino fundamental no Distrito Federal - doi: 10.5102/univhum.v6i2.860

Edileuza Fernandes da Silva

Resumo


Este artigo tem como objetivo analisar a ampliação do Ensino Fundamental de oito para nove anos na Cidade de Samambaia no Distrito Federal. Ampliação que adotou o Bloco Inicial de Alfabetização - BIA, forma de organização por ciclos, como estratégia pedagógica. As informações foram coletadas utilizando-se 61 questionários respondidos por professores atuantes no Bloco (etapas 1, 2 e 3) participantes do curso: “Alfabetização no ensino fundamental de nove anos: organização do trabalho pedagógico” com carga horária de 120 horas, realizado no período de fevereiro a novembro de 2007 e nove gestores das escolas que implantam a proposta do BIA. As conclusões indicam que o BIA promoveu mudanças nas concepções, nas práticas, na compreensão do caráter de inacabamento da Proposta e, principalmente, na percepção de que a sua construção deve ser permeada pela avaliação de todos os sujeitos envolvidos, assumindo assim, o caráter de processualidade. Os resultados apresentados ao final do ano letivo de 2007 indicam que de um total de 3.975 alunos matriculados na etapa 3 do Bloco, única etapa em que a retenção é admissível, 82% avançaram na sua aprendizagem e foram promovidos para o ano escolar seguinte. De 1.163 alunos defasados idade/série, 67% foram promovidos.

Texto completo:

Texto Completo


DOI: http://dx.doi.org/10.5102/univhum.v6i2.860

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 1984-9419 (impresso) - ISSN 2175-7488 (on-line)

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia