O tratamento do substantivo e do adjetivo em livros didáticos: uma abordagem gerativa

Camila Costa Rabello Mendes, Helena da Silva Guerra Vicente

Resumo


Este artigo pretende mostrar como alguns pressupostos gerativistas podem ser utilizados para contribuir para uma abordagem mais reflexiva da gramática em sala de aula, enfatizando os conhecimentos que o aluno possui de sua língua antes mesmo de entrar na escola. Nossa pesquisa consiste na discussão de excertos dos Parâmetros Curriculares Nacionais (PCNs), bem como na investigação de dois livros didáticos de Língua Portuguesa do ensino fundamental. A análise se foca no estudo dos substantivos e adjetivos e ressalta a dificuldade em se delimitar uma fronteira entre essas duas classes de palavras, pois a variação nos critérios utilizados por livros didáticos para classificá-las e descrevê-las gera definições incompletas ou confusas. Com a apresentação da dificuldade em questão, esperamos encorajar mais reflexões no que concerne ao estudo da gramática na escola.

Texto completo:

Texto completo


DOI: http://dx.doi.org/10.5102/univhum.v10i1.2399

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 1984-9419 (impresso) - ISSN 2175-7488 (on-line)

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia