Margens de sentido(s) nas águas textuais e discursivas

Denize Elena Garcia da Silva

Resumo


O presente artigo traz uma reflexão sobre margens de sentido textuais e discursivas com o objetivo de desvelar caminhos que existem entre significados textuais e discursivos, bem como entre textualidade e níveis de leitura. Para tanto, busca-se apoio teórico nos estudos de natureza filosófica, na esteira do pensamento de Paul Ricouer (1984), passando pela Linguística Textual (Koch, 1997; Beaugrande e Dressler,1981; Guimarães, 2009 e Marcuschi, 2008 entre outros), até chegar aos níveis de leitura propostos por Adler e Doren (1974), enfocados em termos de significados e significações (Freire, 1981; Eco,1986; Carraher,1987; e Silva, 1997, 2012). Os primeiros resultados podem significar uma pequena contribuição para todos aqueles/as que trabalham com textos, níveis de leitura, significados linguístico-discursivos, enfim, com a linguagem como prática social.

Texto completo:

Texto completo


DOI: http://dx.doi.org/10.5102/univhum.v9i1.2094

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 1984-9419 (impresso) - ISSN 2175-7488 (on-line)

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia