Multiculturalismo e etnicidade: os quilombolas e a construção da cidadania no Brasil contemporâneo

Ana Maria Martins Amorim

Resumo


O presente artigo busca analisar a relação histórica entre etnia e cidadania no contexto do multiculturalismo nas das três últimas décadas do século XX no Brasil, tendo como base a experiência da comunidade remanescente de quilombos do Mocambo, descrita e analisada por José Maurício Arruti. Por meio de uma sistematização da bibliografia feita à luz de indagações que articulam a cidadania ao multiculturalismo e à etnicidade, este trabalho destaca a influência dos grupos étnicos para a instituição e ampliação da cidadania na realidade multicultural brasileira. O caso do Mocambo é examinado sob dois aspectos: a maneira pela qual a identidade étnica é socialmente construída e pode tornar-se instrumento na conquista de direitos e cidadania. Esta pesquisa contribui, assim, para identificar novas concepções e experiências de cidadania, que resultam das demandas, das lutas pelo reconhecimento e das conquistas políticas e jurídicas em prol de uma sociedade mais justa e inclusiva.

Texto completo:

Texto Completo


DOI: http://dx.doi.org/10.5102/univhum.v8i1.1459

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 1984-9419 (impresso) - ISSN 2175-7488 (on-line)

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia