Aspectos motivacionais de profissionais e estudantes da Fisioterapia - doi: 10.5102/ucs.v3i1.921

Bruno Metre Fernandes, Fabiano Teixeira da Cruz, Sonia Resende

Resumo


Esta pesquisa verifica a motivação dos profissionais e estudantes de Fisioterapia por meio do levantamento de dados demográficos e valores. Os sujeitos (n=60) apresentaram média de idade entre 25 anos (profissionais) e 21 anos (estudantes), 20% do sexo masculino e 80% do sexo feminino, 72.4% dos profissionais com até 5 anos de profissão e média salarial de R$ 1.331,66. Os profissionais (69%) relataram dependência financeira dos pais e/ou cônjuge, e 90% dos estudantes, dos pais. Aplicou-se o Inventário de Valores de Schwartz e um questionário para levantamento dos dados demográficos. Foram realizadas estatística descritiva e comparação de médias. Os profissionais e os estudantes apresentaram altos escores em autotranscendência, confirmando hipótese de que tanto estudantes como profissionais têm motivação influenciada pela necessidade de contato com pacientes e interesse em ajudar o próximo. Foi identificada diferença significativa (p<0,05) no valor segurança, indicando necessidade de manutenção da estabilidade e da sobrevivência no mercado de trabalho.

Palavras-chave


fisioterapia, valores humanos, motivação

Texto completo:

Texto Completo


DOI: http://dx.doi.org/10.5102/ucs.v3i1.921

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 1678-5398 (impresso) - ISSN 1981-9730 (on-line) - e-mail: universitas.saude@uniceub.br

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia