Diagnóstico em Freud: no tratamento catártico e psicanalítico - doi: 10.5102/ucs.v6i2.747

Marcos Chedid Abel

Resumo


Este trabalho tem como tema o diagnóstico em Sigmund Freud (1856-1939). Visa investigar as concepções referentes ao diagnóstico na psicanálise, quanto a seus objetivos, métodos e critérios. É realizada pesquisa em textos de Freud nos quais essas questões são abordadas. Chega à conclusão de que o diagnóstico em Freud tem por objetivo principal a seleção de quadros clínicos mais adequados ao tratamento, meta que continua presente na psicanálise atual. Quanto ao método de diagnóstico, constata-se que, por este coincidir com o método de tratamento, Freud adota o tratamento provisório, que segue sendo utilizado atualmente e nomeado como entrevistas preliminares. Com respeito aos critérios diagnósticos, verifica-se que Freud toma em consideração os sinais e sintomas, mas maior importância tem a posição do Eu frente ao desejo e a repetição sintomática, que permanecem balizando o diagnóstico na psicanálise atual. Também são considerados para a aceitação em tratamento, aspectos do caráter do candidato à análise.

Palavras-chave


Diagnóstico; Freud; Psicanálise.

Texto completo:

Texto Completo


DOI: http://dx.doi.org/10.5102/ucs.v6i2.747

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 1678-5398 (impresso) - ISSN 1981-9730 (on-line) - e-mail: universitas.saude@uniceub.br

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia