Características personológicas da susceptibilidade hipnótica - correlação entre IFP-R e HGSHS:A - doi: 10.5102/ucs.v3i2.554

Pâmela Luana Jácome Macêdo, Danilo Assis Pereira

Resumo


Esta pesquisa buscou investigar a relação entre características personológicas e susceptibilidade hipnótica, usando o Inventário Fatorial de Personalidade, versão resumida (IFP-R) e a Escala de Grupo Harvard de Susceptibilidade Hipnótica, Forma A (HGSHS:A). Foram estudados 33 voluntários brasileiros, cuja média de susceptibilidade hipnótica foi de 54,92, muito próxima às
encontradas nos países de comparação. Dois fatores de personalidade foram relacionados com a susceptibilidade hipnótica: uma correlação positiva com o fator persistência (r = 0,525; p = 0,002) e negativa com o fator autonomia (F = 11,7; p = 0,00). Esta pesquisa não é conclusiva, devido ao pequeno número de participantes, e devido ao fato de ainda não termos uma escala de susceptibilidade hipnótica validada no Brasil.

Palavras-chave


hipnose, susceptibilidade, personalidade, escala

Texto completo:

Texto completo


DOI: http://dx.doi.org/10.5102/ucs.v3i2.554

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 1678-5398 (impresso) - ISSN 1981-9730 (on-line) - e-mail: universitas.saude@uniceub.br

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia