Memória: da filosofia à neurociência - doi: 10.5102/ucs.v2i2.531

João Marcos Ferreira Cantarino, Danilo Assis Pereira

Resumo


Este trabalho visa a realizar revisão bibliográfica sobre a memória, no que diz respeito aos seus aspectos filosóficos, psicológicos e neurocientíficos. Apresenta, primeiramente, as teorias filosóficas sobre a memória e seus principais postuladores. A seguir, mostra de que forma a psicologia vê a memória, apresentando as principais contribuições que os estudos psicológicos deram ao entendimento do assunto. Então, expõe de que forma a dicotomia mente versus corpo está ultrapassada nos dias atuais, principalmente em face das novas
descobertas em neurociência, procurando deixar claro que o entendimento do processo mental só é possível com o conhecimento de seus correlatos neurais. Finalmente, dedica-se a apresentar as principais descobertas da neurociência sobre a memória, procurando mostrar como é possível aos neurocientistas refutar ou confirmar, empiricamente, as teorias e hipóteses levantadas sobre o funcionamento dos diversos tipos de memória.

Palavras-chave


memória, filosofia, psicologia, neurociência, cognição

Texto completo:

Texto completo


DOI: http://dx.doi.org/10.5102/ucs.v2i2.531

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 1678-5398 (impresso) - ISSN 1981-9730 (on-line) - e-mail: universitas.saude@uniceub.br

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia