Correlação das leishmanioses humanas com o bioma cerrado no Estado de Goiás - doi: 10.5102/ucs.v2i1.527

Hidasi Filho, Marco-Túlio Garcia-Zapata

Resumo


Nas formações florestais existentes no cerrado de Goiás destacam-se as matas ciliares, que exibem as características ecológicas necessárias para o desenvolvimento das populações de flebotomíneos. Em Goiás a existência da Leishmaniose Tegumentar foi comprovada por meio da descrição de casos autóctones desde 1965, por Barbosa e colaboradores. A partir de então, com o desbravamento de novas regiões, o número de doentes vem aumentando progressivamente. Este artigo visa descrever o perfil percorrido pela doença no
cerrado goiano.

Palavras-chave


leishmanioses, bio-ecologia, cerrado

Texto completo:

Texto completo


DOI: http://dx.doi.org/10.5102/ucs.v2i1.527

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 1678-5398 (impresso) - ISSN 1981-9730 (on-line) - e-mail: universitas.saude@uniceub.br

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia