Estratégias lúdicas na relação terapêutica com crianças na terapia comportamental - doi: 10.5102/ucs.v2i1.523

Yvanna Aires Gadelha, Izane Nogueira de Menezes

Resumo


Os modos de interação entre adulto e criança na relação que se estabelece entre terapeutas infantis e seus clientes devem considerar as necessidades da criança, a importância das brincadeiras e a influência que o ambiente
exerce sobre a aquisição e manutenção de comportamentos. A Terapia Comportamental Infantil (TCI) utiliza jogos e brincadeiras e tem se mostrado uma área de atividade clínica que favorece a aquisição de comportamentos sociais importantes e a melhora nas interações sociais. Na TCI, a criança participa ativamente do processo terapêutico e, para obter os ganhos que a terapia fornece, elas freqüentemente precisam de outras formas para expressar seus sentimentos que não a verbal. Assim, os terapeutas precisam se apoiar em estratégias lúdicas que incluem desenhar ou contar estórias, fantasiar, imaginar e interpretar situações, usar bonecos e jogos, pinturas, colagens, argila, massa plástica de modelagem, música e outros instrumentos que caracterizam uma situação natural para a criança e um ambiente livre de censura. O uso dessas atividades pelas autoras em sua prática clínica tem-se mostrado úteis para favorecer a formação do vínculo com a criança, identificar os conceitos e as regras que governam seu comportamento, verificar sua relação com pessoas dos ambientes em que está inserida, identificar seus sentimentos em relação a si mesma, a determinadas pessoas e situações, treinar a solução de problemas cotidianos e desenvolver habilidades sociais,
autoconfiança, capacidade de concentração e de relaxamento.

Palavras-chave


relações lúdicas, terapia infantil, terapia comportamental

Texto completo:

Texto completo


DOI: http://dx.doi.org/10.5102/ucs.v2i1.523

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 1678-5398 (impresso) - ISSN 1981-9730 (on-line) - e-mail: universitas.saude@uniceub.br

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia