Obesidade infantil - aspectos psicológicos envolvidos na causa e suas conseqüências - doi: 10.5102/ucs.v2i1.521

Cássia Maria Ramalho Salim, Rute Nogueira de Morais Bicalho

Resumo


Este estudo teve como objetivo a compreensão dos aspectos psicológicos que contribuem para a causa da obesidade infantil, e as conseqüências psicológicas. Foram selecionados 41 sujeitos na faixa etária de 6 a 16 anos, de
várias classes sociais, residentes no Distrito Federal, considerados obesos pelo Índice de Massa Corporal -IMC. Entrevista semi-estruturada foi realizada com os pais e professores. Aos sujeitos foram solicitados desenhos, representando uma pessoa feia e uma bonita, e a confecção de bonecos de massa de modelar, representando por cores diferentes o que gosta nele, o que não gosta e o que é indiferente. Os resultados demonstram que os aspectos psicológicos estão presentes
tanto nas causas como nas conseqüências da obesidade. As causam são: dificuldades de adaptação e ansiedade. As conseqüências: não-aceitação social, isolamento e baixo nível de auto-estima. Considera-se que as condições socioafetivas são mais relevantes para fins prognósticos do que simplesmente fatores físicos.

Palavras-chave


Obesidade, infantil, aspectos psicológicos

Texto completo:

Texto completo


DOI: http://dx.doi.org/10.5102/ucs.v2i1.521

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 1678-5398 (impresso) - ISSN 1981-9730 (on-line) - e-mail: universitas.saude@uniceub.br

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia