Uso de espaço e de alimento por Lontra longicaudis no Lago Paranoá, Brasília, DF - doi: 10.5102/ucs.v1i2.513

Daniel Louzada-Silva, Tatiana Martins Vieira, Juliana Pinho de Carvalho, Alexandre Pucci Hercos, Brunno Mergulhão de Souza

Resumo


O uso de espaço e de alimento pela lontra Lontra longicaudis no Lago Paranoá de Brasília vêm sendo estudados desde 1997. Entre novembro de 2000 e
outubro de 2002 foram realizadas visitas semanais a um transecto de 1700m às margens do lago para coleta de fezes e localização de pegadas e tocas. Foi confirmado
que as lontras usam o lago permanentemente durante todo o ano para alimentação e repouso. Nos 24 meses foram coletadas 239 amostras de fezes de lontras e
identificados doze diferentes itens alimentares. O item encontrado com mais freqüência foi a tilápia Oreochromis niloticus presente em 39,6% das amostras. A maioria das amostras foi encontrada em uma toca específica e nas suas imediações. Há evidências de que as lontras utilizam o lago principalmente para alimentação enquanto seus abrigos estão nos córregos tributários. O período de nascimento dos filhotes parece coincidir com o final da estação seca.

Palavras-chave


lontra, Lontra longicaudis, Lago Paranoá, dieta, conservação

Texto completo:

Texto completo


DOI: http://dx.doi.org/10.5102/ucs.v1i2.513

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 1678-5398 (impresso) - ISSN 1981-9730 (on-line) - e-mail: universitas.saude@uniceub.br

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia