Função paterna e estruturação de valores na adolescência - doi: 10.5102/ucs.v1i2.504

Bárbara Lessa, Maria Cecília Queiroz, Sandra Mª Baccara Araújo

Resumo


O presente trabalho é resultado de uma pesquisa quantitativa sobre a “Função Paterna e Estruturação de Valores na Adolescência”, realizada com 195 jovens de 14 a 20 anos, residentes no Distrito Federal, sobre a percepção deles de como o pai está ou não exercendo a Função Paterna e a influência desta sobre a formação de valores morais e sociais. Concluiu-se que para o jovem o pai funciona como o ancoradouro destes valores, tendo também a mãe uma influência forte neste processo. Percebeu-se que apesar de sentirem o pai distante e pouco participativo, sua figura foi valorizada pelo filho,
mostrando a importância deste na formação da sua identidade.

Palavras-chave


adolescência, função paterna, valores morais e sociais

Texto completo:

Texto completo


DOI: http://dx.doi.org/10.5102/ucs.v1i2.504

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 1678-5398 (impresso) - ISSN 1981-9730 (on-line) - e-mail: universitas.saude@uniceub.br

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia