Trabalhando habilidades sociais sob a ótica da psicoterapia comportamental infantil em grupo - doi: 10.5102/ucs.v1i1.492

Simone Roballo, Joice Toledo

Resumo


O presente artigo tem como objetivo destacar a relevância do trabalho da Terapia Comportamental Infantil em grupo no que se refere ao desenvolvimento das habilidades sociais em crianças, a partir do relato de uma experiência desenvolvida no CENFOR-UniCEUB. Para tanto, inicialmente traz-se a definição de alguns autores sobre habilidades sociais e faz-se uma revisão dos aspectos que a literatura aponta como aspectos positivos da Terapia Comportamental em Grupo. Em seguida, relata um estudo de caso de atuação clínica de um grupo de crianças, na faixa etária de 5 a 8 anos, que consistiu das seguintes fases: diagnóstico, intervenções e avaliações. Os procedimentos utilizados foram as técnicas da terapia comportamental, mediação verbal e recursos lúdicos. Os resultados deste estudo apresentam consonância
com os dados pesquisados na literatura: a terapia comportamental em grupo traz muitos benefícios no desenvolvimento de habilidades sociais.

Palavras-chave


habilidades sociais, psicoterapia comportamental, crianças

Texto completo:

Texto completo


DOI: http://dx.doi.org/10.5102/ucs.v1i1.492

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 1678-5398 (impresso) - ISSN 1981-9730 (on-line) - e-mail: universitas.saude@uniceub.br

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia