Respostas da pressão arterial de futebolistas adolescentes ao exercício em escada coordenativa

João Batista da Silva Soares, Lia Nara de Moraes Guazzelli, Renata Aparecida Elias Dantas, Edisio Sobreira Gomes de Matos Filho, Eduardo Silva Trindade, Rafaela Barbosa de Sousa, Sylvestre da Silva Alberto Junior, Emerson Pardono, Marcio Rabelo Mota

Resumo


O futebol figura entre as modalidades mais praticadas do mundo. As síndromes metabólicas, atualmente figuram em um tema de grande relevância no contexto do futebol, quando relacionadas aos problemas cardiovasculares. No futebol as capacidades físicas são importantes para suprir as necessidades do atleta. Foram analisadas as respostas da pressão arterial pré e imediatamente após exercício moderado e intenso em futebolistas adolescentes. O estudo foi realizado com 10 futebolistas (n=10) do gênero masculino de 14 a 16 anos, realizado em 02 dias distintos e intervalo de descanso de 24 horas. Exercícios de aquecimento duraram de 10 minutos de forma aguda moderada e 05 minutos aguda intensa, avaliados dois a dois. Exercícios realizados na escada coordenativa. Os dados evidenciaram que houve alteração significativa na Pressão Arterial Sistólica (PAS) entre o pré e imediatamente após exercício. Os exercícios mostraram-se como boas opções de aquecimento na preparação física do futebol juvenil.

Palavras-chave


Futebol; Aquecimento; Atividade Física; Alteração Cardiovascular

Texto completo:

Texto Completo


DOI: http://dx.doi.org/10.5102/ucs.v15i1.4281

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 1678-5398 (impresso) - ISSN 1981-9730 (on-line) - e-mail: universitas.saude@uniceub.br

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia