Avaliação da influência do infravermelho e da diatermia por microondas associados ao alongamento passivo no encurtamento dos músculos isquiotibiais - doi:10.5102/ucs.v5i1.416

Aline Simões Alencastro, Flavia Ladeira Dumas

Resumo


A diatermia por microondas é uma modalidade de aquecimento profundo, e a radiação infravermelha aquece praticamente a epiderme. Em algumas práticas clínicas, para se obter um maior ganho da flexibilidade usam-se técnicas de alongamento associadas ao calor. Este estudo teve como objetivo verificar a influência e as diferenças na utilização dos recursos térmicos de calor profundo e superficial na flexibilidade da musculatura isquiotibial. Dezenove estudantes do Curso de Fisioterapia do Centro Universitário de Brasília foram distribuídos de forma aleatória em três grupos distintos: GC (alongamento muscular passivo), GCS (infravermelho associado ao alongamento passivo) e GCP (diatermia por microondas associada ao alongamento). Os resultados foram obtidos através da analise do ângulo poplíteo antes e depois de cada intervenção, relacionando o recurso com o alongamento. Concluiu-se que a aplicação da termoterapia profunda ou superficial auxilia no alongamento da musculatura isquiotibial

Palavras-chave


Termoterapia superficial; Termoterapia profunda; Alongamento; Isquiotibiais

Texto completo:

Texto Completo


DOI: http://dx.doi.org/10.5102/ucs.v5i1.416

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 1678-5398 (impresso) - ISSN 1981-9730 (on-line) - e-mail: universitas.saude@uniceub.br

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia