Síndrome de Stevens-Johnson (SSJ) em adultos: revisão sistemática.

Anaira Gonçalves de Almeida Ribeiro, Maria Cristina Ribeiro, Linconl Agudo Oliveira Benito

Resumo


Tratou-se de uma revisão sistemática (RS) que analisou a questão da Síndrome de Stevens-Johnson (SSJ), em pessoas adultas. Foram implementados levantamentos bibliográficos eletrônicos nas bases de dados BVS®, LILACS®, MEDLINE®, SCIELO® e o PUBMED®. Foram eleitos onze (11) artigos publicados no recorte histórico de 2007 a 2015, nos idiomas português, espanhol e inglês, sendo a maioria constituída de estudos de caso. Os pacientes descritos nos artigos, a média de idade de 39,42 sendo que o mais jovem possuía 22 anos e a mais idosa 61 anos, 53,85% (n=07) eram do sexo feminino, 53,85% (n=07) desenvolveram SSJ e 46,15% (n=06) evoluíram para Necrólise Epidérmica Tóxica (NET), 15,40% (n=02) possuía epilepsia ou AIDS, 23,10% (n=03) consumiu antibióticos, 92,30% (n=12) não veio a óbito. O estudo demonstrou a complexidade e a potencialidade da SSJ, sendo que quase a metade das pessoas evoluíram para a NET. Nesse sentido, é de fundamental importância uma maior conscientização da sociedade no sentido de mitigação da SSJ.

Palavras-chave


Síndrome de Stevens-Johnson; Eritema multiforme; Adulto.

Texto completo:

Texto completo


DOI: http://dx.doi.org/10.5102/ucs.v15i2.3861

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 1678-5398 (impresso) - ISSN 1981-9730 (on-line) - e-mail: universitas.saude@uniceub.br

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia