Enterobactérias produtoras de carbapenemase: reflexão sobre o surgimento de superbactérias em UTI’s

Victor Gomes de Paula, Laiza Vaz Quintanilha, Francisco de Assis Coutinho e Silva, Homero Freitas da Rocha, Francisco Lopes dos Santos

Resumo


A resistência microbiana aos antibióticos vem aumentando rapidamente em todo o mundo e, em particular, no ambiente hospitalar. Portanto, é notória a preocupação em métodos e ações de prevenções quanto a esta problemática. O termo superbactéria refere-se a bactérias que acumularam genes capazes de resistir à ação de muitos dos antimicrobianos utilizados nos tratamentos médicos, em especial a classe dos carbapenêmicos. Nesse contexto, o objetivo do presente trabalho foi correlacionar a prevalência de enterobactérias produtoras de carbapenemase (KPC) em UTI’s, com o adequado manejo dos pacientes internados. A pesquisa contou com uma revisão bibliográfica, onde constatou-se a prevalência de algumas espécies de Enterobactérias em UTI’s. A não utilização de medidas de contenção padrão no combate à infecção hospitalar contribui para o surgimento de superbactérias. Portanto, os profissionais da saúde podem minimizar os fatores de risco à transmissão desses microorganismos, a partir de mudanças comportamentais nas unidades de saúde

Palavras-chave


KPC; Antibióticos; Multirresistência

Texto completo:

Texto completo


DOI: http://dx.doi.org/10.5102/ucs.v14i2.3847

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 1678-5398 (impresso) - ISSN 1981-9730 (on-line) - e-mail: universitas.saude@uniceub.br

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia