Risco de integridade da pele prejudicada: avaliação e conduta de enfermagem frente às úlceras por pressão (UPP) em pacientes em terapia intensiva

Rafael Gomes de Sousa, Allison Barros Santana

Resumo


O trabalho buscou identificar o instrumento mais apropriado para avaliação do risco de úlcera por pressão (UPP) nos pacientes em terapia intensiva. Trata-se de uma revisão integrativa da literatura. Foram selecionados artigos primários, disponíveis na íntegra, nos idiomas português, inglês e espanhol no período de 2000 a 2014, obtidos nas bases de dados ScIELO, MEDLINE, LILACS e IBECS, utilizando os DeCS “úlcera por pressão” and “unidades de terapia intensiva” and “fator de risco”. Aplicou-se o teste Critical Appraisal Skills Programme (CASP) para avaliar a qualidade metodológica, sendo os artigos selecionados classificados quanto ao nível de evidência, segundo Scottish Intercollegiate Guidelines Network (SIGN). Obtiveram-se 10 artigos, todos apresentando nível de evidência quatro com boa qualidade metodológica e viés reduzido. Diante dos resultados encontrados, sugere-se a necessidade de novos estudos que correlacione as diversas escalas de avaliação de risco para UPP em pacientes críticos, para que se possa determinar com precisão o melhor instrumento para avaliação dessas feridas.

Palavras-chave


úlcera por pressão; unidade de terapia intensiva; fator de riso; enfermagem

Texto completo:

Texto completo


DOI: http://dx.doi.org/10.5102/ucs.v14i2.3840

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 1678-5398 (impresso) - ISSN 1981-9730 (on-line) - e-mail: universitas.saude@uniceub.br

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia