Síndrome de burnout em profissionais de enfermagem em um pronto socorro do Distrito Federal - doi: 10.5102/ucs.v13i1.3047

Thamires Ita de Lucena, Linconl Agudo Oliveira Benito

Resumo


A enfermagem é classificada como a quarta ocupação que tem maior taxa de esgotamento no domínio público. A Síndrome de Burnout (SB) relaciona ao cansaço do trabalhador é determinada como uma síndrome psicológica em consequência da inquietação emocional duradoura no trabalho, constituindo-se de três aspectos: Exaustão Emocional (EE), Despersonalização (DE) e Realização Profissional (RP). O principal objetivo é identificar sua ocorrência entre a enfermagem na assistência ao pronto socorro. Trata-se de estudo transversal, com abordagem quantitativa, realizando aplicação de questionários para o levantamento de variáveis sócio-demográficas e o Inventário de Maslach Burnout (MBI). A amostra foi de 69 profissionais de enfermagem, sendo a maioria do sexo feminino, os resultados apresentaram níveis mais elevados de EE e DE quando comparados à RP. O estudo demonstrou pontos cruciais onde se deve optar pela melhora do trabalho da equipe de enfermagem.

Palavras-chave


Enfermagem; Profissionais; Síndrome de Burnout.

Texto completo:

Texto Completo


DOI: http://dx.doi.org/10.5102/ucs.v13i1.3047

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 1678-5398 (impresso) - ISSN 1981-9730 (on-line) - e-mail: universitas.saude@uniceub.br

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia