Depressão no trabalho da enfermagem: revisão de literatura - doi: 10.5102/ucs.v13i1.2849

Luana Aparecida Lima Ferreira, Lucas Lima Ferreira

Resumo


A profissão de enfermagem está predisposta a vários riscos físicos e psicológicos, entre estes, a depressão, que, pode acarretar o absenteísmo no trabalho. O objetivo desta pesquisa foi identificar estudos que analisaram a ocorrência de depressão relacionada ao trabalho de enfermagem a fim de nortear estratégias de prevenção e enfrentamento junto a esses profissionais. Tratou-se de uma revisão sistemática de literatura por meio do levantamento de pesquisas publicadas entre os anos de 2000 a 2010, com disponibilidade de texto completo livre, nas bases de dados eletrônicas Lilacs, SciELO e MedLine. Foram identificados sete estudos, que demonstraram algum grau de depressão ou comprometimento da saúde mental dos profissionais de enfermagem e que esta pode ser influenciada por fatores internos e externos ao trabalho. Concluiu-se que a depressão, como um problema de saúde, tem acometido, com frequência, os trabalhadores de enfermagem, porém, houve escassez de estudos relacionados ao tema, publicados na última década.

Palavras-chave


depressão; enfermagem; trabalho; saúde ocupacional

Texto completo:

Texto Completo


DOI: http://dx.doi.org/10.5102/ucs.v13i1.2849

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 1678-5398 (impresso) - ISSN 1981-9730 (on-line) - e-mail: universitas.saude@uniceub.br

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia