Uso dos diptera na análise entomotoxicológica e na estimativa do intervalo pós-morte (IPM) - doi: 10.5102/ucs.v13i1.2846

Diogo Barth Pacini, Carla Regina de Mendonça dos Santos, Camilla Rocha Teixeira, Paulo Roberto Queiroz

Resumo


A entomologia forense é o estudo de insetos que são encontrados em locais de crimes, e são utilizados como vestígios, aumentando a possibilidade de encontrar a causa da morte e a estimar o intervalo pós-morte (IPM). Com base nessas análises os entomólogos e os peritos observaram que os componentes químicos utilizados pelo individuo, tais como medicamentos ou drogas, ou até mesmo o uso de venenos alterava o que já se conhecia da estimativa do IPM, surgindo, desse modo uma nova vertente nesta ciência, que é a entomotoxicologia forense. O presente trabalho bibliográfico descreve os princípios básicos da entomotoxicologia abordando principalmente a interferência na estimativa do intervalo pós-morte.

Palavras-chave


Entomologia forense, entomotoxicologia, artrópodes.

Texto completo:

Texto Completo


DOI: http://dx.doi.org/10.5102/ucs.v13i1.2846

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 1678-5398 (impresso) - ISSN 1981-9730 (on-line) - e-mail: universitas.saude@uniceub.br

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia