Aspectos fisiopatológicos da febre nas doenças infecto-parasitárias - doi: 10.5102/ucs.v4i1.26

Marco Tulio Antônio Garcia-Zapata, Edson Sidião de Souza Júnior

Resumo


A febre constitui uma resposta defensiva do organismo a agressões e é um dos achados mais freqüentes na clínica médica. Possui diversas etiologias, e, por isso, pode estar presente em patologias de diversas origens. Entre estas, destacamos as doenças infecto-parasitárias, nas quais a febre geralmente é o primeiro sintoma. É uma resposta integrada de fatores endócrinos e autônomos, coordenada pelo centro regulador da temperatura: o hipotálamo. Para conhecer esse complexo mecanismo fisiopatológico da febre é necessário conhecer os mecanismos fisiológicos básicos que regulam a temperatura corporal, bem como os recursos físicos disponíveis para sua mensuração. Os fatores intrínsecos da geração da febre, assim como seus mecanismos fisiopatológicos, serão analisados e descritos nessa revisão, com ênfase à febre nas doenças infecto-parasitárias.

Palavras-chave


febre; fisiopatologia; doenças infecto-parasitárias

Texto completo:

Texto Completo


DOI: http://dx.doi.org/10.5102/ucs.v4i1.26

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 1678-5398 (impresso) - ISSN 1981-9730 (on-line) - e-mail: universitas.saude@uniceub.br

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia