Caracterização da dor lombar em gestantes atendidas no Hospital Universitário de Brasília - doi: 10.5102/ucs.v4i1.21

Priscilla Fernandes Sant’ana, Sabrina Sousa Freire, Aline Teixeira Alves, Denise Ribeiro Rabelo da Silva

Resumo


O objetivo deste artigo é caracterizar a dor lombar em gestantes atendidas no Hospital Universitário de Brasília (HUB), utilizando a versão brasileira do Questionário McGill de Dor. Trata-se de um estudo de caráter transversal descritivo, no qual foram selecionadas quarenta gestantes, assistidas pelo programa de pré-natal de baixo risco do HUB, entre setembro e outubro de 2006. Analisando a intensidade da dor presente, 47,50% sentiam dor fraca; 32,50% moderada; 15% forte; nenhuma violenta e 5% insuportável. As médias do número de palavras escolhidas e indice de classificação da dor total foram 14,15 (DP ± 2,93) e 30,77 (DP ± 7,16), respectivamente. Concluiu-se que a lombalgia, na maioria das gestantes, é presente

Palavras-chave


Gestantes; Lombalgia; Questionário McGill de Dor

Texto completo:

Texto Completo


DOI: http://dx.doi.org/10.5102/ucs.v4i1.21

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 1678-5398 (impresso) - ISSN 1981-9730 (on-line) - e-mail: universitas.saude@uniceub.br

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia