Desinteresse dos laboratórios privados pelo diagnóstico de parasitos oportunistas - doi: 10.5102/ucs.v4i1.19

Marco Tulio Antônio Garcia-Zapata, Edson Sidião de Souza Júnior

Resumo


As infecções intestinais causadas por coccídios (Cryptosporidium parvum, Cyclospora sp., Isospora belli) e espécies de microsporídios são freqüentes em pacientes imunocomprometidos e podem acometer indivíduos imunocompetentes. O diagnóstico laboratorial diferencial destes agentes é essencial na escolha do manejo terapêutico e no prognóstico. A demanda por esse diagnóstico é de 45 exames por mês no IPTSP/ UFG. Em face dessa importância, procurou-se determinar a existência do diagnóstico destes parasitos em todos os laboratórios que compunham a rede privada conveniada ao SUS de Goiânia-GO no ano de 2000 e que realizavam exames parasitológicos, o total de 37 laboratórios, dos quais 27 se dispuseram a participar da pesquisa. Somente 19% dos laboratórios, cinco deles, realizavam o diagnóstico para coccídios intestinais, e nenhum praticava identificação de esporos de microsporídios. O desinteresse pelo diagnóstico destes agentes na maioria dos laboratórios foi justificado pela inexistência de lucro na realização destes serviços.

Palavras-chave


Diagnóstico laboratorial; Parasitos oportunistas; SUS.

Texto completo:

Texto Completo


DOI: http://dx.doi.org/10.5102/ucs.v4i1.19

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 1678-5398 (impresso) - ISSN 1981-9730 (on-line) - e-mail: universitas.saude@uniceub.br

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia