Percepção de lésbicas, gays e bissexuais em relação aos serviços de saúde - doi: 10512/ucs.v11i2.1837

Laudenize Souza Carvalho, Miriam May Philippi

Resumo


Partindo-se do princípio de que a saúde é um direito de todos e dever do Estado, o presente estudo objetivou verificar a satisfação da população de lésbicas, gays, bissexuais, em relação à assistência oferecida nos serviços de saúde do Distrito Federal. Por meio de uma pesquisa de campo, com abordagem quantitativa, qualitativa e descritiva, foi realizado um levantamento de quais as principais dificuldades enfrentadas por essa população, quando busca atendimento nos serviços de saúde. Participaram da pesquisa 60 pessoas maiores de 18 anos integrantes da população LGBT. Pode-se considerar que muito dos problemas e dificuldades relatadas na presente pesquisa atingem não só a população em questão, mas toda a população do Distrito Federal. No entanto, os participantes da pesquisa assinalam que temos ainda muito que avançar para uma efetiva implementação das políticas públicas que se propõem a construir um serviço de saúde que atenda às demandas específicas da população LGBT. Ressalta-se ainda a necessidade de educação continuada e a capacitação aos profissionais da área de saúde, tanto da rede pública como da rede privada, para um atendimento humanizado.

Palavras-chave


Percepção. População LGBT. Satisfação. Serviços de saúde.

Texto completo:

Texto Completo


DOI: http://dx.doi.org/10.5102/ucs.v11i2.1837

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 1678-5398 (impresso) - ISSN 1981-9730 (on-line) - e-mail: universitas.saude@uniceub.br

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia