Variabilidade genética de espécies de Culicidae e Simulidae usando marcador mitocondrial - doi: 10.5102/ucs.v10i1.1584

Luis Miguel Ramirez Rivera, Érica Soares Martins, Rose Gomes Monnerat, Paulo Roberto Martins Queiroz

Resumo


As famílias Culicidae e Simulidae são de grande relevância por apresentarem insetos transmissores de doenças, com grande variabilidade genética e adaptabilidade biológica. Podem-se destacar o Aedes aegypti, principal vetor da dengue, Culex quinquefasciatus e C. pipiens, vetores da filiariose e do vírus do Oeste do Nilo, respectivamente, e Simulium quinquestriatum, S. damnosum e S. amazonicum, responsáveis pela síndrome hemorrágica de Altamira e pela transmissão da oncocercose e mansonelose. O objetivo deste estudo foi identificar três espécies de Diptera a partir de um marcador baseado em DNA mitocondrial. O estudo do DNA mitocondrial é uma das técnicas que permite detectar polimorfismos e, utilizando-se um conjunto único de oligonucleotídios, será uma estratégia útil para a identificação dessas espécies para fins entomológicos e epidemiológicos.

Palavras-chave


Aedes. Culex. Simulium. DNA mitocondrial. Diagnóstico.

Texto completo:

Texto Completo


DOI: http://dx.doi.org/10.5102/ucs.v10i1.1584

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 1678-5398 (impresso) - ISSN 1981-9730 (on-line) - e-mail: universitas.saude@uniceub.br

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia