Prevalência de risco cardiovascular entre trabalhadores de uma instituição de ensino superior privada - doi: 10.5102/ucs.v10i1.1479

Danilla Katiúscia Rodrigues Costa, Tânia Cristina Santos Andrade, Carollyna Maciel de Matos Miranda, Cintia Alves dos Santos, Henry Maia Peixoto

Resumo


O objetivo deste artigo é identificar e mensurar fatores relacionados ao Risco Cardiovascular (RCV) entre trabalhadores uma instituição de ensino superior privada do Distrito Federal. O presente estudo apresenta um delineamento observacional, com metodologia que descreve fatores de risco e o cálculo do RCV por meio do escore de Framingham. Os resultados obtidos em relação aos possíveis fatores interferentes no RCV dos trabalhadores indicam que a maioria apresentou valores de colesterol, triglicerídeos, glicemia de jejum e valores de pressão arterial adequados, além de uma reduzida proporção de tabagistas. Entre os participantes acima de 30 anos, 97,2% foram classificados como baixo RCV. Conclui-se que os trabalhadores apresentaram baixo risco de evento cardiovascular em 10 anos. Os fatores de RCV modificáveis apresentados pelos trabalhadores estão em sua maioria dentro do padrão da normalidade. Porém, foram identificados em uma pequena parcela dos indivíduos estudados, alterações nos referidos parâmetros.

Palavras-chave


Risco cardiovascular. Trabalhador. Dislipidemia.Tabagismo

Texto completo:

Texto Completo


DOI: http://dx.doi.org/10.5102/ucs.v10i1.1479

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 1678-5398 (impresso) - ISSN 1981-9730 (on-line) - e-mail: universitas.saude@uniceub.br

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia