Caracterização da quedas em idosos e a relação mobilidade da coluna lombar e membros inferiores - doi: 10.5102/ucs.v9i2.1247

Larissa de Lima Cordeiro, Lorena de Lima Cordeiro, Márcio de Paula e Oliveira, Wagner Rodrigues Martins

Resumo


O envelhecimento envolve uma série de alterações em todo o organismo, levando a altas incidências de quedas na população idosa, fazendo-se necessário encontrar meios eficazes a fim de preveni-las. Diante disso o presente estudo teve como objetivo verificar se existe relação entre as mobilidades da coluna lombar e dos membros inferiores com as quedas. Para isso foram utilizados os testes de Schober e Time Up and Go para avaliar a mobilidade e um questionário para caracterizar as quedas. Fizeram parte da amostra 45 idosos acima de 62 anos, composta por homens (n=11) e mulheres (n=34), apresentando uma média de idade de 73,1 anos (DP±6,80). Os dados foram analisados estatisticamente através do teste Qui-quadrado com significância de 5% (p<0,05). Porém nenhum resultado mostrou-se significativo. Concluiu-se que entre os idosos do presente estudo as alterações nas mobilidades da coluna lombar e dos membros inferiores não tiveram associação com as quedas.

Palavras-chave


Idosos; Quedas; Schober; TUG

Texto completo:

Texto Completo


DOI: http://dx.doi.org/10.5102/ucs.v9i2.1247

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 1678-5398 (impresso) - ISSN 1981-9730 (on-line) - e-mail: universitas.saude@uniceub.br

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia