Distribuição de famílias de diptera em uma área urbana de Brasília, DF - doi: 10.5102/ucs.v9i1.1200

Francisco de Assis Franco Rochefort, Rodrigo César da Silva Castro, Danilo Xavier Dias, Luzia Helena Correa Lima, Edison Ryiotti Sujii, Paulo Roberto Queiroz

Resumo


A identificação de insetos, quando esses são vestígios, é uma importante ferramenta para a solução de crimes. Contudo, em virtude da grande diversidade de espécies, o trabalho de identificação apenas por características morfológicas torna-se difícil. A análise de DNA por meio de marcadores moleculares RAPD (Random Amplified Polymorphic DNA) e DNA mitocondrial apresentam potencial para a identificação das espécies de insetos e poderão subsidiar a estimativa do intervalo post mortem (IPM). Os objetivos deste trabalho foram analisar a distribuição de frequência acumulada de insetos da ordem Diptera de interesse forense em uma localidade do Distrito Federal, visando gerar subsídios para estimativas do IPM e identificar indivíduos da espécie Chrysomya albiceps por marcadores RAPD e mitocondriais. Os resultados mostraram que o modelo logístico é adequado para descrever a distribuição de frequência acumulada de moscas das famílias Calliphoridae, Muscidae e Sarcophagidae. Além disso, um fragmento de RAPD de 580 pb e de DNAmt de 350 pb pode ser aplicado na identificação de C. albiceps. Assim, se estabeleceu um método molecular de identificação de uma espécie de interesse forense que poderá servir de auxílio na identificação de vestígios incompletos ou imaturos de dípteros.

Palavras-chave


Criminalística, Chrysomya albiceps, Entomologia forense

Texto completo:

Texto Completo


DOI: http://dx.doi.org/10.5102/ucs.v9i1.1200

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 1678-5398 (impresso) - ISSN 1981-9730 (on-line) - e-mail: universitas.saude@uniceub.br

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia