Avaliação das condições de higiene dos carrinhos ambulantes de água de coco comercializada em Brasília - DF - doi: 10.5102/ucs.v9i1.1235

Laura Parente Ribeiro, Antônio Felipe Marangon

Resumo


O consumo da água de coco verde comercializada em carrinhos ambulantes no país é crescente e significativo, colocando em risco a saúde do consumidor. O presente estudo objetivou avaliar as condições de higiene da comercialização de água de coco feita por carrinhos ambulantes na cidade de Brasília, Distrito Federal. Os principais aspectos analisados foram às condições de higiene dos manipuladores, condições das instalações dos carrinhos ambulantes e de conservação e higienização dos utensílios utilizados para a comercialização da água de coco. Com base na RDC nº. 216 – BPF a pesquisa revelou fatores como: a falta de condições para a higienização de utensílios, a deficiência quanto à manipulação, a falta de informação básica de educação sanitária dos comerciantes e inadequada conservação e armazenamento dos produtos. Conclui-se que os carrinhos ambulantes que comercializam água de coco não possuem as condições básicas para o correto controle higiênico-sanitário.

Palavras-chave


Água de coco, Condições higiênico-sanitarias, Carrinhos ambulantes, Boas Práticas.

Texto completo:

Texto Completo


DOI: http://dx.doi.org/10.5102/ucs.v9i1.1235

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 1678-5398 (impresso) - ISSN 1981-9730 (on-line) - e-mail: universitas.saude@uniceub.br

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia